Grandes Enigmas da Humanidade

Já não é de hoje que eu questiono a utilização dos impostos que eu pago para o financiamento do desfile das escolas de samba de Porto Alegre. Porém, estava lendo o divertidíssimo jornal O Sul e vi uma foto do Celso Roth – polêmico e marsupiforme técnico do Grêmio – sendo escoltado pela Polícia Militar, para não ser linchado pela torcida do time que ele desgoverna. Isso me trouxe à mente a seguinte questões:

  • Por que o povo jamais se motiva a revoltar-se e promover um quebra-quebra politicamente consicente por mais que o governo roube ao vivo com transmissão nacional, mas está pronto para cobrir de porrada um técnico de futebol após três jogos sem vencer?
  • Por que a Polícia Militar se dispõe a proteger um técnico de futebol para que ele não seja linchado, se eles não estão sendo pagos pra isso e se não houve queixa formal do técnico do grêmio em relação à ter sido ameaçado de morte por alguém?

Não existe defesa lógica para isso. Me acompanhem:

  • Quem paga o salário da Polícia é o dinheiro público, proveniente dos impostos pagos pelos contribuintes;
  • Se eu ligar para a Polícia, não importa quantas vezes, dizendo que o número de assaltos no meu bairro está cada vez maior, não há nada que vá fazer com que eles entrem e ação, e a idéia de que eles possam sequer sonhar em me escoltar do trabalho até em casa é já uma prova de loucura completa;
  • Se o Celso Roth é funcionário do Grêmio quem deveria pagar pela segurança dele deveria ser o clube e não a população;
  • Se ocorre um tumulto e um Policial sai ferido, o Grêmio irá arcar com o custo do Hospital e da licença médica do Policial?
  • Não seria mais rentável para o Grêmio, para os contribuintes e para o próprio Celso Roth se deixassem cagare ele a pau e depois se processasse cada um dos envolvidos separadamente para obter uma indenização?

Odeio futebol e a merda na cabeça generalizada causada por ele.

Tags: , , , , , ,

7 Responses to “Grandes Enigmas da Humanidade”

  1. Felipe Meneguzzi Says:

    E o pior é que eu estou voltando para este país semana que vem…

  2. brunopommer Says:

    Fire, seguindo a lógica: sugiro criar a “Bolsa escolta” – se tu já foi assaltado mais de duas vezes, tem direito a um policial te acompanhando pro trabalho e quando for sair à noite.
    E se associar a um time de futebol podia te dar o direito de segurança particular e carro blindado pra ir ao estádio.

  3. fergolina Says:

    Bem, isso não me surpreende, leva em consideração que qualquer capiau nesse país é capaz de entender o que é um impedimento, mas muito provavelmente não sabe para que serve um senador.

  4. minimus(vulgo guilherme) Says:

    pff… se vcs acham que isso já é ruim.. perguntem pra qualquer cobrador da carris qual é a sensação de trabalhar em uma linha que ‘puxa’ jogo (t1, t2, t5, t6.. não lembro se tem outra). uma massa de acéfalos tentando transpor a roleta de qualquer forma e sem um pingo de respeito. engraçado é que sozinhos… eles não devem ter coragem nem de dormir fora de casa.

    quanto à polícia.. bom…. a civil ganha pra fazer nada (tem uma viatura deles que tá sempre aqui perto de casa no turno da noite.. provavelmente é o dia de plantão do sujeito e ele vai pra casa dormir… ). a militar… é um caso um pouco mais complicado. eles ganham pouco pra arrriscar o pescoço e o único assunto deles é a forma como a pessoa a ou b morreu no tiroteio na noite anterior (da mesma forma que para ramos diferentes o assunto comum é aquele que gira em torno da feição). isso acaba mexendo com a estrutura psicológica do sujeito. tanto que muitos acabam por se achar superiores a nós: réles mortais-civis.. nos tratando como se fizessemos parte da ralé que nos impede (ou quase) de sair de casa à noite. não estou defendendo a maneira como eles agem.. mas se houvessem critérios mais pesados (acho que alguns até foram implatandos anos passado ou retrasado.. de precisar terceiro grau.. não tenho certeza) não haveria polícia nas ruas. se tu chegares para um polícia e fizer uma entrevista rápida.. boa parte irá dizer que é casado, com filhos, terminou o segundo grau ali ali, ficou um bom tempo no quartél (outra coisa que pira muita gente.. ou alguém aqui já viu um ex-milico 100% são?) e, se vacilar, mora em viamão ou alvorada (nada contra os moradores desses munícipios.. mas é que são conhecidos por sua violência.. vale o mesmo para bairros como leopoldina e parque dos maias). sacaram o ponto? são pessoas comuns! dentro do mais absurdo padrão de… sei lá.. pessoas-comuns que possa existir. muitos passaram a adolescência trabalhando em obras e nunca leram um livro fora do colégio. em suma: pessoas de um nível cultural baixo… ou.. normal.. levando em conta o país em que vivemos e a pessoa que o governa. e se eles fossem um pouco mais cultos? seriam da civil. e se fossem ainda mais cultos? não seriam da polícia. isso torna políciais um bando de de idiotas que só sabem atirar? não necessariamente.. alguns não tem uma boa mira. mas o ponto da cultura permanece.. pq o brasileiro sempre quer levar a melhor.. tem um texto do arnaldo jabor chamado ‘estou fazendo a minha parte’ que fala desse ‘jeitinho brasileiro’ de maneira maestral. procurem na inet.

    quero deixar claro que não sou um pseudo-hippie-marxista que acha a polícia um lixo. existem pessoas íntegras que fazem esse tipo de trabalho pq gostam. pq querem saber que seus filhos estão em segurança mesmo andando em um bairro do outro lado da cidade. pq acreditam numa coisinha chamada ‘ordem’. mas nossas condições são precárias. as leis protejem marginais- frase batida… mas é uma verdade 100% exata.. agradeçam aos defensores dos direitos humanos e à igreja católica. um bom exemplo: eu sou cobrador. se um marginal entrar no meus ônibu e me matar.. ele vai fugir e muito provavelmente nunca será pego e voltará a matar. se eu matar um criminoso durante o serviço: posso pegar minha guitarra e fugir pro méxico. a menos que a morte ocorra numa daquelas situações de novela das oito: uma arma, quatro mãos e eu consigo virar ela pro sujeito. ainda assim serei processado por homícidio culposo (sem intenção/ defesa própria) e responderei em liberdade. mas existe a possibilidade de eu ir preso? existe. e tb a de pagar uma indenização à família do meliante (que depois irá atrás de mim para agradecer me mandando pra fazer compania ao sujeito cuja vida eu tirei). e se por acaso eu desarmo ele e dois segundos depois disparo? homicídio doloso. dae eu tô ferrado. e esse tipo de coisa vale pra polícia tb.

    quanto ao futebol… pra mim.. é elifoot ou pes 2009..

    obs.: eu nunca me prestei a tentar entender a lei de impedimento..

  5. Mendez Says:

    Sabem de quem é a culpa dessa merda toda? Nossa.

    Sabem por quê? Porque nós, pessoas com acesso à (eu nunca lembro se essa merda é craseada) cultura, a informação e conhecimento, com capacidade de raciocínio crítico e entendimento do que está errado, ficamos falando mau da situação atrás de nossas confortáveis cadeira em ambientes climatizado e não tomamos nenhuma atitude capaz de mobilizar nossos iguais e obter alguma pressão social.

    E por que não fazemos?
    Dá trabalho fazer isso. Então é mais fácil resomungar.

    Vegonho né?

    Pois é. To com vergonha tb.

  6. Mauro Says:

    ok, mas pergunto:
    1. Isso também não acontece no resto do Planeta?
    2. Por que os brasileiros tem a mania idiota de meter o pau no país, sem se apeerceber que muita coissa que se faz aqui, acontece no resto do mundo.

    • Mendez Says:

      A resposta pro comentário acima é fácil:
      Por que aqui a responsabilidade é nossa.

      Se acontece na China não é problema meu. Não dou dinheiro diretamente pra eles (indiretamente todo mundo dá dinheiro pra todo mundo) e não sou obrigado a viver lá.

      Logo, to cagando pra eles.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: