Tele-qualquercoisas

Já faz algum tempo que perco meu escasso tempo refletindo sobre tele-entregas, tele-taxi e tele-outrascoisas. Não tenho dúvida nenhuma que qualquer pessoa que consiga estar sentada na frente de um computador lendo esse blog já pediu no mínimo alguma espécie de serviço pelo telefone. Celular também é telefone, para os que ficaram com dúvida.

Então… tu disca o número que está no imã de geladeira/flyer/lista-telefônica/site em busca do serviço que está precisando. Uma pizzaria, por exemplo:

– Boa noite.
– Boa noite. O que o senhor deseja?

O esforço sobre-humano que eu tenho que fazer pra não dizer um monte de besteiras pro cretino que pergunta isso é inimaginável. Afinal, é uma pizzaria. Vende pizza. E não deve ser difícil para uma pessoa que trabalha na pizzaria entender qual produto eles oferecem. Se eles tivessem alguma espécie de convênio com a companhia telefônica, eu entenderia a perda de tempo na linha, mas uma vez que isso não deve ocorrer, por que diabos não pergunta logo que sabor eu desejo?

– Tele-taxi Cidade, o que o senhor deseja?
– Eu precisava contratar um tamaduá filhote adestrado para um comercial de absorventes, vocês poderiam me fornecer um?

Bauru Trianon (restaurante que serve apenas bauru, e se me lembro bem, só de carne):

– Bauru Trianon, o que deseja?
– Vou te dar três chances de adivinhar!

Talvez se fizermos um esforço conjunto (acho genial essa frase! costuma ser pronunciada por alguém que, enquanto tu e mais uma galera se fode trabalhando no final de semana, não estará nem perto do trabalho) conseguíssemos fazer eles passarem a nos atender de uma forma mais coerente. Portanto, vamos a mais algumas respostas que podemos usar para tratar com essa gente:

(o que deseja?)

– Eu queria saber com quem eu falo pra poder fazer funcionar aquele negócio do e-mail.

– Tenho direito a quantos desejos? Três?

– Eu nem sei por onde começar.

– Eu queria votar numa pessoa. Essa pessoa…

Cansei. Vão começar a ficar capengas as sugestões. E além disso, sei que o pessoal aí da cadeira que machuca a cervical certamente é capaz de criar muito boas respostas também.

Tags: ,

2 Responses to “Tele-qualquercoisas”

  1. Felipe Meneguzzi Says:

    Neste quesito, pode-se dizer que as cadeias/franquias ganham de lugares pequenos, visto que as respostas do telefone sao toda “canned”, elas foram testadas e pensadas por diversas pessoas de marketing (talvez a unica contribuicao util desta classe).

    Mas pior do que isto sao alguns lugares daqui onde eu ligo e me atendem com “Hello”, sem nem dizer se eu acertei o maldito telefone. Varias vezes tive a impressao de ter ligado o numero errado e ter que perguntar se era o maldito restaurante indiano que eu queria pedir comida.

  2. Marcelo Says:

    Telentrega não tem hífen. Nem qualquer outra palavra que comece com “tele”.😛

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: